Para não dizer que não falei em tartarugas


A personagem criada por Clarice Lispector no livro "Água Viva" faz uma teoria pessoal do nascimento do universo na página sessenta:

"Estou pensando em tartarugas. Uma vez eu disse por pura intuição que a tartaruga era um animal dinossáurico. Depois é que vim ler que é mesmo. Eu tenho cada uma. Um dia vou pintar tartarugas. Elas me interessam muito. Todos os seres vivos, que não o homem, são um escândalo de maravilhamento: fomos modelados e sobrou muita matéria-prima - it - e formaram-se então os bichos. Para que uma tartaruga?  Talvez o título do que estou te escrevendo devesse ser um pouco assim e em forma interrogativa:  ´E as tartarugas?´ Você que me lê diria:  é verdade que há muito tempo não penso em tartarugas."



(Clarice Lispector in "Água Viva", Francisco Alves Editora, Rio de Janeiro, 1990, 11a edição)
 = = = 


Postagens mais visitadas deste blog

Arquiteto Carlos Nascimento (in memoriam) será homenageado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Sonhos famintos: leitura do conto A Cadeira de Balanço, de Clarissa Loureiro

O tecer das horas e o bordar das pétalas