Postagens

!!!!

Imagem
Manuscrito de Clarice Lispector e que, editado pela própria autora, aparece em "A Hora da Estrela".
Imagem
"Thoreau achava que o medo era a causa da ruína dos nossos momentos presentes. E
 também as assustadoras opiniões que nós temos de nós mesmos. Dizia ele: ´A opinião
 pública é uma tirana débil, se comparada à opinião que temos de nós mesmos´. É
 verdade: mesmo as pessoas cheias de segurança aparente julgam-se tão mal que no
 fundo estão alarmadas. E isso, na opinião de Thoreau, é grave, pois ´o que um homem
 pensa a respeito de si mesmo determina, ou melhor, revela seu destino´."

Clarice Lispector: A Descoberta do Mundo, p. 166. Crônica de 28 de dezembro de 1968.

Clarice et Mallarmé

Imagem
"Estou com saudade. Saudade de meus filhos, sim, carne de minha carne. Carne fraca e eu não li todos os livros. La chair est triste", escreveu Clarice Lispector n´A Via Crucis do Corpo. 
Fui pesquisar a frase e aí descubro que Lispector parafraseou lindamente Mallarmé no poema Brise Marine: 
"La chair est triste, hélas! et j´ai lu tous les livres."
Augusto de Campos assim traduziu o verso do poeta francês: 
"A carne é triste, sim, e eu li todos os livros."
= = Drawing by Tom Azevedo: oil pastel on paper.
Imagem
"Ela era sujeita a julgamento. Por isso não contou a ninguém. Se contasse, não
 acreditariam porque não acreditavam na realidade. Mas ela, que morava em
 Londres, onde os fantasmas existem nos becos escuros, sabia da verdade."

| Clarice Lispector n´A Via Crucis do Corpo, conto Miss Algrave, p. 13, Editora Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1984, 3ª edição |

What are you looking at?

Imagem
" (...) eu que quero sentir o sopro do  meu além. " 

= = Clarice Lispector. In Água Viva, p. 35

Missão: tomar conta do mundo

Imagem
"Estou cansada. Meu cansaço vem muito porque sou pessoa extremamente ocupada: tomo conta do mundo."
= Clarice Lispector: Água Viva, página 65.
Imagem