Tem coisa que é pra ser guardada.
Tem coisa que é pra ser jogada fora.
Ando guardando o que precisa ser jogado fora.
Jogando fora o que era pra ser guardado.

Postagens mais visitadas deste blog

Sonhos famintos: leitura do conto A Cadeira de Balanço, de Clarissa Loureiro

O tecer das horas e o bordar das pétalas

Gabriel, Miguel, Drummond e Chico