Kieslowsky, autor da trilogia A Liberdade é azul, A fraternidade é vermelha e A Igualdade é branca, nos deixou uma herança que é resultado da sensibilidade. Então, preciso rever Paraíso (Heaven, 2002), um roteiro que ele não conseguiu filmar mas alguém o fez para a nossa sorte.

No elenco, Cate Blanchett e Giovanni Ribisi. Não vou dizer sobre o que trata o filme. Às vezes, é tão bom a gente dar um salto no escuro; não ter lido nenhuma resenha; não ler a sinopse; só pegar o dvd porque gosta do ator ou do diretor ou da atriz e simplesmente, se emocionar. Foi o que aconteceu comigo ao assistir Heaven.

A imagem acima é cena do longa-metragem dirigido por Tom Tikwer.

Postagens mais visitadas deste blog

Arquiteto Carlos Nascimento (in memoriam) será homenageado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

É casa, é jardim

Gabriel, Miguel, Drummond e Chico