Das imprevisibilidades do amarelo, obra de Tom Azevedo. Copyright


"Ela era sujeita a julgamento. Por isso não contou a ninguém. Se contasse, não

 acreditariam porque não acreditavam na realidade. Mas ela, que morava em

 Londres, onde os fantasmas existem nos becos escuros, sabia da verdade."


| Clarice Lispector n´A Via Crucis do Corpo, conto Miss Algrave, p. 13, Editora Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1984, 3ª edição |

Postagens mais visitadas deste blog

Intacta retina: 07/08/16

Quero o terreno