sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Meu querido Fred - para Mila



“É preciso estar firmemente assentado em si, é preciso sustentar-se bravamente sobre as duas pernas, caso contrário não se pode absolutamente amar.” (*) A frase é de autoria do filósofo que disse sim à vida: Friedrich Wilhelm Nietzsche. Ele nasceu em Roecken, na Saxônia, no dia 15 de outubro de 1844. Morreu em 1900, no dia 25 de agosto. No enterro, o amigo Peter Gast disse: "Sagrado seja teu nome para todas as gerações vindouras". Sim, sim, sim.

ECCE HOMO - como alguém se torna o que é , autobiografia que Nietzsche escreveu algumas semanas antes de sofrer um colapso nervoso que o fez perder completamente a razão. Tinha acabado de completar 44 anos de idade e resolveu fazer um balanço da vida:

“Sou um discípulo do filósofo Dionísio, preferiria antes ser um sátiro a ser um santo.” (p.17)

"Quem sabe respirar o ar de meus escritos sabe que é um ar das alturas, um ar forte. É preciso ser feito para ele, senão há o perigo nada pequeno de se resfriar. O gelo está próximo, a solidão é monstruosa, mas quão tranquilas banham-se as coisas na luz! Com que liberdade se respira." (p.18)

 “As palavras mais silenciosas são as que trazem a tempestade, pensamentos que vêm com pés de pomba dirigem o mundo.” (p.19) (**)

“Aí não fala um fanático, aí não se ‘ prega’, aí não se exige fé: é de uma infinita plenitude de luz e profundeza de felicidade que vêm gota por gota, palavra por palavra – uma delicada lentidão é a cadência das falas. Tais coisas alcançam apenas os seletos; ser ouvinte é aqui um privilégio sem igual; não é dado a todos ter ouvidos para Zaratustra...” (p. 19)

“O homem de conhecimento deve poder não somente amar seus inimigos, como também odiar seus amigos.” (p.20)

“Eu não sou um homem. Sou dinamite.” (p.109)



 (*) p.58
(**) De Assim falou Zaratustra
= = =