A lua de Laerte

Cenário de amor
A lua malandrinha, pela brechinha da telha fotografando meu cenário de amor.
Carlos Laerte, poeta, ressuscitou as palavras de Petrúcio Amorim.

Postagens mais visitadas deste blog

É casa, é jardim

Arquiteto Carlos Nascimento (in memoriam) será homenageado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Sonhos famintos: leitura do conto A Cadeira de Balanço, de Clarissa Loureiro