A lua de Laerte

Cenário de amor
A lua malandrinha, pela brechinha da telha fotografando meu cenário de amor.
Carlos Laerte, poeta, ressuscitou as palavras de Petrúcio Amorim.

Postagens mais visitadas deste blog

Arquiteto Carlos Nascimento (in memoriam) será homenageado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

É casa, é jardim

Sonhos famintos: leitura do conto A Cadeira de Balanço, de Clarissa Loureiro