Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011
Imagem

Barry Lyndon

Imagem
O ritmo é lento -  um filme de época sobre uma época.
Um show de fotografia - obrigada, Rodrigo Carreiro, por postar no Facebook e me levar a quase 3 horas de uma bela viagem cinematográfica.
Fotos: minhas Nokia E63 





Imagem
Faltou energia duas vezes no Cinema do River Shopping na sessão das 13h40 de ontem (18).
Dublado (argh), as vozes estavam um horror - Bella tinha a voz da Barbie (que piada de mau gosto).
Foto: NcG

Estréia de cinema Amanhecer parte 1

Imagem
Começa hoje o penúltimo capítulo da história dos vampiros mais gatinhos do cinema.


Pattinson e Stewart em cena de Amanhecer (foto Divulgação)
Imagem

Vinícius de Moraes

Peço licença a Fernando Pessoa e parafraseio: O poeta é um sentidor: sente tão completamente que chega a sentir que é dor a dor que deveras sente.


"Tem certos dias em que eu penso em minha gente..."
(...)
"São casas simples com cadeira na calçada e na fachada escrito em cima que é um lar"...
(...)
E eu que não creio peço a Deus por minha gente...
é gente humilde...
que vontade de chorar..."
(...)

5 de janeiro de 1998

Imagem

Em 21 de abril de 1978

Imagem

Revirando o baú da memória

Imagem
O ano, 1993;  o dia, 4 de outubro.  O local, Mercado de São José, Recife. O fotógrafo: Lambe-lambe.
Antes que a gota do orvalho se orvalhe, é necessário que eu me levante, lave as mãos e o rosto  c-u-i-d-a-d-o-s-a-m-e-n-t-e.  E talvez morda a maçã. Vestida de branco. Com uma fita vermelha na cintura.
Imagem
Tenho tanto, posso tanto A vontade de voar é tamanha

Onze do onze de Onze 11.11.11

Um caminho azul
Um livro azul
Azul, azul, azul
Imagem

A busca

Saberei quando o inverno se aproximar da minha alma.
Apertarei o botão e acenderei o sol, um sol magnífico a partir dos meus olhos. Porque a vida, a vida se faz retalho por retalho.

Pro alto

Eu queria só postar kiriquiquis aqui. Ou seja, só coisas boas, radiantes, solares, mas gente que é gente não possui um só lado não. Somos o claro e o escuro; o sim e o não; a dor e a alegria; o céu e o inferno; o aberto e o fechado; o vazio e o cheio; o certo e o incerto.
Poderia continuar a lista ad infinitum (é assim que se escreve?).
Tudo isso para dizer que ando um pouco triste porém vou voltar para o alto porque o abismo é algo muito fácil de se atingir; basta desistir. E acredito que quem nos criou pensou em coisas altíssimas para a gente. Por isso, pra cima! Sempre. Ou melhor, na grande maioria das vezes!