Adeus a um tio


Você se foi na madrugada desta quarta-feira (6 de abril de 2011).
E agora, não adianta me arrepender das visitas que não te fiz. Guardo o sabor das conversas nas tardes de sábado em que seu brilho, bom humor e inteligência sempre me iluminavam.
Que Deus ilumine a sua viagem, tio B.

Postagens mais visitadas deste blog

Arquiteto Carlos Nascimento (in memoriam) será homenageado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

É casa, é jardim

Sonhos famintos: leitura do conto A Cadeira de Balanço, de Clarissa Loureiro