domingo, 29 de novembro de 2015

A verdade, uma aprendizagem


Pablo Picasso: The blue room, 1901.

"Comecei a mentir por precaução, e ninguém me avisou do perigo de ser precavida, e depois nunca mais a mentira descolou de mim. E tanto menti que comecei a mentir até a minha própria mentira. E isso – já atordoada eu sentia – era dizer a verdade. Até que decaí tanto que a mentira eu dizia crua, simples, curta: eu dizia a verdade bruta."


= Clarice Lispector em Para não esquecer, p. 38, São Paulo: Siciliano, 1992. Arte: The blue room. Picasso, 1901.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Sim?


Marc Chagall. O viajante.


Se um dia Deus vier à Terra haverá silêncio grande.



(Clarice Lispector. A hora da estrela, p. 105)


terça-feira, 24 de novembro de 2015

(...)


Mas é que o erro das pessoas inteligentes é tão mais grave: elas têm os argumentos que provam.


=  Clarice Lispector. Para não esquecer, p. 25, São Paulo: Editora Siciliano, 1992, 4ª edição. 



terça-feira, 3 de novembro de 2015