Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Viaduto em Petrolina debaixo d`água

Imagem
1991, um ano radiante pois conheci  Clarice Lispector.
Ler Clarice: uma forma de ganhar forma, uma maneira de se desvendar, de atravessar veredas. 
Centelhas, centelhas aparecem sempre, como ao ler o trecho:
“Estou com saudade. Saudade de meus filhos, sim, carne de minha carne. Carne fraca e eu não li todos os livros. La chair est triste. Mas a gente fuma e melhora logo. São cinco para as sete. Se me descuido,morro. É muito fácil. É uma questão do relógio parar. Faltam três minutos para as sete. Ligo ou não ligo a televisão? Mas é que é tão chato ver televisão sozinha. Mas finalmente resolvi e vou ligar a televisão. A gente morre às vezes.”
(“A via crucis do corpo”, p. 56, no conto “Por enquanto”, Editora Fronteira, 3ª edição, 1984)

Um poeta

DESMANTELO AZUL                                                                       (Carlos Pena Filho)

Então pintei de azul os meus sapatos Por não poder de azul pintar as ruas Depois vesti meus gestos insensatos E colori as minhas mãos e as tuas
Para extinguir de nós o azul ausente E aprisionar o azul nas coisas gratas Enfim, nós derramamos simplesmente Azul sobre os vestidos e as gravatas
E afogados em nós nem nos lembramos Que no excesso que havia em nosso espaço Pudesse haver de azul também cansaço
E perdidos no azul nos contemplamos E vimos que entre nascia um sul
Vertiginosamente azul: azul.

Paul Walker (1973-2013)

Imagem
Paul, eu confesso que nunca fui fã da franquia "Velozes e furiosos" da qual você participava desde os seus 28 anos.
Porém, fiquei extremamente pasma com o jeito que você morreu: num acidente de trânsito estúpido, com um tom terrivelmente cinematográfico: o carro explodiu e pegou fogo.
O mais irônico de tudo isso é que sua vida terminou aos 40 anos de idade e o carro nem era você que pilotava!
Walker, espero que você tenha partido conciliado com a sua vida. Me parece que sim,pois você tinha acabado de participar de um evento seu, o lançamento de uma instituição para auxiliar desabrigados.  Ele deixou uma filha, Meadow Walker, 15 anos.
@ Paul Walker nasceu no dia 12 de setembro de 1973, em Glendale, Califórnia e morreu no dia 30 de novembro de 2013, Santa Clarita, Califórnia.