Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Blog fechado para balanço

Desculpas.
Sorry.
Olhar para cima. Agradecer sempre.

Começa maratona de São João no Sertão

Imagem
Sexta, 20 de maio, na casa de amigos, banda  Ferruados do Forró



Sábado, 21 de maio, no Forró dos Florestanos no Sesi Petrolina

A lua de Laerte

Cenário de amor
A lua malandrinha, pela brechinha da telha fotografando meu cenário de amor.
Carlos Laerte, poeta, ressuscitou as palavras de Petrúcio Amorim.
Imagem

Caraibeiras em Petrolina

Imagem

Adorável Charles Bronson

Imagem
Divulgação Cena de O fim da escuridão

No filme, O fim da escuridão, Mel Gibson nos mostra que ele é Charles Bronson. Um Charles Bronson bonitinho. Ou melhor, muito bonitinho.
Imagem
(Acima, poema-objeto de Joan Brossa)


DESPACHO (Joan Brossa)
A máquina é uma combinação de peças (barras, molas, alanvancas) que serve para a escritura.
É bem certo que o que trabalha  sob o espírito de um outro ou sob mão bem compensada  não obtém nunca bons resultados.
Hoje as nuvens parecem formas de homens e de animais  que se movem. 
Já vi que na terra tinha uma marca. 
Tradução Adriandos Delima em http://partidodoritmo.blogspot.com/2010/12/dois-poemas-de-joan-brossa-em-portugues.html
Dia 8 de fevereiro de 2010 foi a primeira vez que postei aqui. E deixei passar o aniversário em branco. Antes tarde do que nunca: parabéns! Longa vida a essas postagens que marcam o meu dia a dia – a minha meta, ainda não atingi: um post por dia.

Na beira do rio

Imagem
Esperar, esperar, esperar.

 Esperar é fazer.

Paz.
Escrever é um trequinho muuuuuuito bom. E ando feliz por ter voltado a ler. Minha vida fica mais completa assim. Tenho também ouvido boa e nova música das 7h às 8h no Multishow quando passam programas muito legais produzidos pela BBC de Londres.Vou arrumar tempo para baixar algumas canções, inclusive das bandas Maroon 5 e The Twang.